bc

minha menina

book_age18+
329
FOLLOW
1K
READ
HE
stepfather
drama
childhood crush
like
intro-logo
Blurb

Lua tem dezoito anos e se muda pra comunidade da rocinha onde vai morar com sua irmã Lara depois que seus pais morrem,ela conhece sua melhor amiga sara e juntas vão ter que enfrentar vários dilemas,apaixonadas pelos irmãos carrascos os donos da comunidade Douglas e Diego,que matam sorrindo elas vão descobri que nem tudo é o que parece,lua se entrega completamente pro Diego o que acaba a prejudicando bastante,um belo dia ela resolve ir embora depois de sofrer tanto na comunidade e de seus rivais ela vai escondendo dele que está grávida, Lua se casa com Diego mas come o pão que o d***o amassou com r**o só ela e sua irmã que sabem a sua gravidez a irmã dela m*l liga pra ela,ao longo da história as duas descobrem que seu pai não era tão fiel como dizia e teve um filho fora do casamento,lua e Lara vão se dando bem mesmo com tantas desavenças elas se unem pra cuidar uma das outras,Jack que é criado na comunidade sem saber da existência das irmãs surta ao descobrir,mas com a ajuda de todos eles conseguem finalmente se entender Douglas que perdeu sua mãe por causa das agressão do seu padrasto rencontra sua irmã que seu padrasto levou antes de fugir da polícia,ela é Priscila melhor amiga e irmã de criação de Lara e Lua

chap-preview
Free preview
Um novo começo
Lua Sou lua e tenho dezoito anos, perdi meus pais em um trágico acidente de carro,eu vim morar com minha irmã e seu namorado babaca na Rocinha, eu vou ficar lá até arrumar um trabalho e alugar meu canto, espero que só dure uns dias porque não sei se aguento, cheguei aqui em frente ao morro, o Uber me ajudou com as malas e ele não pode subir e que comece o inferno, ia subir quando uns caras me barraram e me encheram de perguntas até uma menina vim falar comigo Xxx- onde a mocinha pensa que vai?- diz com um fuzil na mão Onde eu penso não querido,onde eu vou - falei o encarando Xxx- abusada em,gostei quer ajuda com as malas?- fala rindo Não,não quero atrapalha você, obrigada - falei piscando Xxx- oi como vai?tá perturbando ela pH chega falando comigo e o menino pH - eu?jamais tô querendo ajudar ela mas ela não deixa- fingi tristeza Meu deus, vocês são sempre assim?- falei rindo Sara- sou sara,e você é?- fala me olhando Sou a lua, moça- falei apertando sua mão Sara- n**o ajuda a gente aqui,vamos mostra que somos receptivos- fala rindo pH - vai pra onde minha gata?- fala botando minhas malas no carro dele A eu vou pra rua b,viver em um inferno passageiro- falei e bufei Sara- me conta mais sobre isso?- fala curiosa hoje em diante, irei morar com minha irmã mas é só uns dias até eu conseguir trabalho e me mudar de lá- falei mais animada Eles me levaram na minha irmã e já estava confusão armada lá e o namorado dela mostrando que não me quer em casa Lara- ela é minha irmã,vou deixar ela na rua tá doido p***a?- fala gritando Xxx- f*****e vai acabar com minha liberdade essa peste - fala gritando Podem me levar de volta pro asfalto?pode ser na rua mesmo- falei dando meia volta Quando eu ia sair Lara e o traste saem de casa e ela vem sorrindo pra mim e ele fecha a cara Xxx- o encosto chegou- fala com raiva Lara- para,entra Lua - fala sem graça pH - aí vou falar uma vez só,se mexer com a lua vai se arrepender em,ela é nossa amiga e se eu souber de algo vai ser cobrado sem dó - fala com a mão no fuzil Pode ficar tranquilo, obrigada por me ajudarem- falei dando um beijo neles Sara- te esperamos mais tarde na tia do açaí gata, tchau lara - fala e pisca pra nós duas Entrei dentro de casa e começou o interrogatório,sobre quanto tempo eu conhecia eles dois e tal Xxx- tá ficando doida andando com os pessoal do morro?- fala gritando e me empurra Acabo caindo e batendo a cabeça na quina da mesa,e Lara vem me ajudar Lara - p***a olha o que você fez na minha irmã,tá ficando louco?bora pro quarto limpar isso Lua- me ajuda levantar e fomos Eu fui em silêncio,eu e ela não nos dávamos muito bem meus pais sempre reprovou o relacionamento dela com esse embuste e ela se afastou legal de mim,me acolheu aqui nem sei porque,chegamos e ela puxou assunto enquanto pegava as coisas pro curativo Lara- deixa eu te falar,aqui não tem água quente o chuveiro queimou,meu quarto é o primeiro lá da ponta qualquer coisa que precisa só ir me chamar- fala sem graça Obrigada,não se preocupe hoje mesmo vou procurar um emprego e no meu primeiro salário te ajudo aqui e alugo um lugar pra mim-falei seria a encarando Lara - você é minha irmã, não precisa correr e se quiser ir encontrar teus amigos mais tarde eu te levo lá, vou ter que trabalhar assim você não fica em casa sozinha com ele, pra ele não te machucar terminei, descansa e mais tarde saimos- fala dando um beijo na minha testa Ela saiu e fui tirar algumas coisas das minhas malas, só não tirei tudo de dentro só o essencial, já que não pretendo ficar muito tempo aqui, acabei dormindo levantei tomei um banho gelado, voltei pro quarto e coloquei um conjunto lilás não muito curto, prendi meu cabelo em um r**o de cavalo, passei desodorante, botei perfume e hidratante, peguei meu celular e um dinheiro que tinha e sai com a Lara, ela me mostrou onde era o tal açaí que eles falaram e fui com ela até o ponto de ônibus lá em baixo, conversando sobre meus pais e avisei a ela que tinha uma carta deles pra ela que mais tarde irei entregar pra ela ler, fiquei lá um tempão quando o ônibus chegou e ela saiu, atravessei e quando estava subindo vi aqueles dois malucos junto de um monte de caras lá na entrada do morro tudo me olhando, fiquei até sem graça e sara me chamou e veio correndo pular no meu colo Sara- p*****a, vai fazer o que agora?- fala ainda em cima de mim Primeiro te jogar no chão e depois fazer hora até minha irmã voltar pra casa, te perguntar não sabe onde estejam precisando de gente pra trabalhar não?- falei a olhando Sara- que m*l chegou e já quer ir embora- diz de braços cruzados pH - fala minha gata, já quer se livrar dos favelados?- fala me abraçando Paixão eu sou criar daqui também, vivi aqui até meus cinco se não me engano, então também sou favelada mas o caso é meu cunhado não gosto da peste- falei bufando pH - se ele tentar algo contigo me avisa- diz ainda abraçado a mim Obrigada, vou dar um rolê por aí pra vê se acho algum lugar precisando de gente pra trabalhar e depois eu vou atrás de vocês no tal açaí - dei um beijo em cada um e sai Fui andando até o calçadão, olhando a paisagem e pensando na vida e como tudo mudou de repente, eu estava distraída quando veio uma moto voada pra cima de mim e um cara me joga pra longe dela, fazendo nós dois cairmos na areia eu fiquei me tremendo toda quando vi que era um dos cara que estava lá no pé do morro com sara e ph, olhei pro lado e vi os dois vindo correndo para ver como eu estava, me levantaram e eu agradeci o cara Obrigada moço, se machucou?- perguntei preocupada Xxx- não e você?- fala me encarando Não, eu estou bem só estou me tremendo- falei olhando pra onde a moto foi pH -o que foi isso?- fala me encarando Nada não - falei quieta Sara- tem coisa errada aí, mas se não quer falar tudo bem - fala me encarando Affs, tá essa moto parecia do meu ex, meus pais não gostavam dele, ele é parecido com meu cunhado, só que menos pior meus pais não gostavam dele também, um belo dia ele tentou- fiquei quieta e olhei pro mar Sara- já entendemos morreu o assunto- fala e me abraça Tudo bem sarinha, ele tentou força relação quando eu já tinha terminado com ele,meus pais foram me buscar na delegacia onde eu fui abrir uma queixa contra ele e infelizmente morreram, por minha causa se eu tivesse deixado isso pra lá eles ainda estariam vivos- falei e deixei uma lágrima cair pH - nada haver isso baixinha, não pense assim eles só morreram porque chegou a hora deles-diz me abraçando Obrigada gente, vocês me conheceram hoje e já estão me dando uma força danada os que me conhecem a anos jogaram a culpa da tentativa de estrupo e da morte dos meus pais tudo em mim- falei triste e suspirei Xxx- temos que ir não podemos dar mole aqui-fala pro cara que me ajudou Obrigada a todos vocês, principalmente você - falei o olhando xxx- Disponha - fala e sai Ele, o marrento e ph foram embora e sara ficou comigo e ficou me zoando Sara- limpa a baba amiga, bora vou contigo te ajuda procurar emprego eu também tô nessa vibe- fala e começamos andando Rodamos tudo e nada achamos, voltamos pro morro e perguntei quem era os dois Quem era os dois marrentos?- perguntei a encarando Sara- Diego que te ajudou e Douglas o outro, os irmãos metralha donos de toda rocinha - fala e rir Oi?- falei espantada Sara- depois que você conhece eles são bem legais- fala e da um sorriso você parece que gosta do mais marrento- falei e ri Sara- é, amo esse cara a anos mas é complicado, ph é meu irmão só pra você saber porque eu e ele andamos muito juntos mas quase ninguém sabe- fala e rimos Vocês são parecidos da pra sacar, só b***a que não vê- falei chegando no açaí Demos um beijo no ph e ficamos em uma mesa separada, fizemos nosso pedidos e ficamos conversando esperando, meu cunhado chegou com uns noia lá e ficaram nos olhando, nem liguei quando fomos pegar nosso pedido um dos cara deu um tapa na minha b***a e eu dei um soco no nariz dele e comecei me defender Ta pensando que sou alguma vagabunda teu palhaço? mantenha essas mãos sujas longe de mim- falei gritando e ele veio pra cima de mim pH - se encostar em uma das duas você morre aqui mesmo - fala com fuzil apontando pra cabeça dele Xxx- qual foi chefe, essa p**a que me agrediu atoa-fala tentando se justificar Sara- mentiroso você que deu um tapa na b***a dela, ela nem olhou pra sua cara nojenta - fala nervosa do meu lado DiG - pega seus açaí e vão pra casa- fala curto e grosso DG - estão esperando o que?- fala mais áspero pH - sara vai lá pra casa- fala dando a chave pra ela Pegamos nosso açaí e fomos pra casa do ph, sem dizer uma única palavra chegamos lá entramos, ela foi atrás do kit de primeiros socorros e quando estava sentada lá sentindo dor na mão os três chegaram com um ódio tremendo, ficaram me encarando e ph já veio vê minha mão e falando pH - primeiro dia já despertou o ódio do cunhado, quase foi atropelada e agora soca um dos nossos soldados, que merda em Lua- fala segurando minha mão Não tenho culpa se meu cunhado é babaca e teu soldado é tarado, mas desculpa aí a confusão não vejo a hora de me mandar daqui-falei olhando pro nada Sara- fugir não adianta nada sabia?vai continua sendo gostosa em qualquer lugar, teu cunhado vai continua te odiando e o doido da moto vai continua tentando te matar, qual a diferença daqui pro asfalto?- fala me encarando Aqui tô dando trabalho pra vocês e no asfalto sou problema pra mim mesma, aí ph isso dói cara- falei tentando puxar a mão pH - não mandei socar ninguém, agora aguenta e fica quieta - fala dando jeito no meu pulso Enquanto ele puxava e massageava minha mão apareceu uma mensagem do meu ex, meu celular estava em cima da mesa e quem viu foi o tal Diego, ele fechou a cara pro meu lado e eu não entendi nada, fui ver as mensagens e comecei a rir e todos ficaram me olhando e sara estranhou Sara- tá ficando doida é?tava sentindo dor agora - fala me olhando sem entender Olha e vê se não é pra rir- dei o celular na mão dela que começou a rir pH - qual a piada?- fala nos olhando Sara- pode falar?- pergunta me olhando Pode sim- falei meio sem graça mensagens "amor sei que você está errada em me denuncia atoa, mas eu te perdoou se você voltar pra casa, vamos morar juntos eu perdoei até que te vi abraçada a um qualquer, te espero em casa te amo e vem preparada pra sua primeira vez" pH - esse cara tem problema - fala sério e com raiva DG - se você não quer ficar com ele, você tem que deixar isso claro e tomar cuidado pelas ruas-fala sério me encarando só falta eu dar um tiro na cabeça dele, tem homens que não aceitam não como respostas- falei triste DiG - nem todos são assim, respeito em primeiro lugar - fala me encarando Pois é, vocês querem ir da uma lição de ética e moral pra ele?, ele tem caráter r**m e vai morrer assim só vai descansar enquanto ter o que quer, ele é igual ao pai dele, o mesmo só sossegou depois que estrupou e matou uma colega de classe nossa e foi solto porque é patente alta da polícia- falei olhando pra minha mão Sara- vamos mudar de assunto cruzes, você comeu alguma coisa quando chegou na sua irmã?e porque diabos está com essa testa com curativo aí?hoje cedo não estava- fala me encarando Vou tomar esse açaí agora, meu cunhado babaca me empurrou bati na quina da mesa, minha irmã botou esse curativo- falei sorridente pH - você não tem mais ninguém além da sua irmã?- fala me encarando Só eu e deus, tudo bem eu vou no banco amanhã resolver uns assunto e quem sabe dou sorte de pegar o dinheiro da minha faculdade e arrumo um lugar pra mim, tá na hora da Lara chega vou esperar ela e obrigada de novo e não se preocupem não vou agredir seus soldadinhos de barro não, só eles manterem distância de mim, sara como saio daqui?- falei a olhando Sara- vou lá em baixo com ela maninho- fala e me puxa pH - juízo em porra- grita lá de dentro Fomos conversando sobre vários nada, chegamos no ponto de ônibus e vi que minha irmã chegou com sacolas na mão, ajudei ela e entreguei meu açaí pra ela comer e ela perguntou se eu já tinha jantado Lara - boa noite sara, você jantou lua?- pergunta comendo meu açaí Não, eu procurei trabalho dia todo, depois fui no açaí com ela e na casa do ph- falei segurando as bolsas Lara - tem que se alimentar garota, vou fazer uma janta rapida pra nós, vai jantar né sara?- fala a olhando Sara- boa noite, quero atrapalha não e seu namorado pode não gosta- fala sem graça Lara- a casa ainda é minha sabia, tô convidando - fala e entramos Vai tomar um banho, eu guardo as coisas e faço a janta - falei botando as coisas na mesa Sara- eu te ajudo- fala tirando as coisas da bolsa e Lara subiu Fizemos a janta rapidinho, Lara desceu pra comer e logo o namorado i****a dela chegou pedi Lara pra sara dormi aqui e ela deixou, terminamos de comer lavei as louças e enquanto fui tomar banho sara ficou trancada no quarto, sai correndo pro quarto sara abriu entrei tranquei, e ficamos conversando sobre vários nada, ph ficou igual doido ligando pra ela e ela fez chamada de vídeo com ele, acendi a luz e ele fez logo uma brincadeira Whatsapp chamada de vídeo Sara- eu vou dormi aqui na lua hoje, avisa minha mãe- fala sorridente Ph- estava te caçando filha da mãe, que isso Luinha isso é roupa é?- fala olhando pra tela e mostrando os meninos Sai ph, é meu baby Doll sua irmã tá com um igualzinho - mostrei o da sara pH - p***a isso não é roupa de dormi não, tranca bem a porta do quarto, tô afim de matar ninguém não - fala sério enciumado Sara- está trancada, mas diz tava né procurando pra que? Fala encarando o celular pH - ia te chamar pra dormir aqui, teu pai chegou daquele jeito achei que estava em casa, te fala qualquer coisa me liguem, o gatona me manda teu contato ai- fala com cara de safado Se orienta tá ph, vou mandar um oi depois pra você- falei rindo Ph- você mexe com o pai e sabe disso né - diz com a mão no peito Meu deus, vou dormi gatão que amanhã, tenho compromisso, boa noite pra vocês - falei mandando beijos pra eles pH - compromisso com quem em?quero ser corno não em vai ficar careca- falou me zoando Sai daí, tocar no meu cabelo você é um homem morto meu irmão, te amo neném e só tenho olhos pra você - fiz coração com a mão pH - pra mim né sei- falou e olhou pro Diego Sara-vou dormi também, amanhã cedo vou lá em casa pegar umas coisas que vou sair com ela tá, beijão pra vocês - falou e desligou Apagamos a luz e fomos dormi eu tenho que acordar cedo Dia seguinte Bom dia, vou tomar banho pra sairmos- falei levantando Sara- bom dia, vou tomar banho pra só ir em casa e botar a roupa - foi tomar banho Arrumei o quarto, ela saiu do banheiro e eu fui logo depois sai, botei um tênis, uma calça jeans, cabelo repartido no meio, perfume desodorante, um batom fraco e uma blusa comportada, peguei celular e chaves e descemos pra tomar café, meu cunhado chato estava lá e minha irmã dormindo então nem tomamos café, fomos pra casa da sara pra ela se arrumar chegamos lá me sentei na sala conversando com a mãe dela enquanto ela ia se arruma, logo ela desceu discutindo com o pai dela o que me deu um pouco de medo o velho babão veio me dar cantada, me tremi toda mas não dei moral pra ele me despedir da mãe dela e fomos pra padaria na velocidade da luz, eu estava entrando assutada quando dei de cara com os meninos esbarrei no Diego e fiquei sem graça Bom dia, desculpa - falei saindo pH - bom dia, o que foi isso?- perguntou vindo atrás Sara- aquele porco lá, deu em cima dela quando fomos me arrumar, temos que tomar um café rapidinho, já estamos atrasadas- diz dando um beijo nele e sai Tomamos um café rapidinho e saímos, nos despedimos e corremos pro ponto de ônibus, quase perdemos o próprio, fomos no escritório onde o advogado dos meus pais trabalha e infelizmente eu não poderia pegar um centavo, da conta somente para a faculdade e eu ia ficar um ano sem estudar, mas dei sorte na volta pra casa fiz uma entrevista de emprego em um shopping e graças a deus eu fui aceita em uma loja de roupas, fomos pra casa super felizes, mas infelizmente minha felicidade durou pouco o namorado da minha irmã estava drogado e o pai da sara também, peguei umas roupas e coloquei na mochila e ela também deixei ela na casa de ph e quando ia sair ele me chamou pra ficar lá com eles Ph- você vai pra onde Lua?- pergunta me encarando O palhaço lá está drogado e minha irmã já foi trabalhar, vou dormi por aí amanhã tomo banho na rodoviária e vou trabalhar - falei sorridente dando de ombro Ph- tá ficando maluca?sobe sara mostra o quarto de hóspedes pra ela e fim de papo-fala indo pra cozinha Ele é sempre assim? mandão?- falei a olhando DiG- ele tem mania de cuidar das pessoas que ele gosta- fala me encarando Primeira vez que vejo pessoas de comunidade, donos de comunidade sendo legais com os outros- falei sorridente Sara- quantos donos você conhece?- fala me encarando já fui no complexo do alemão, minha amiga mora lá eu ia morar com ela mas o chefe de lá me proibiu de subir lá, porque bati nele e no bostinha que segue ele- falei e suspirei DG - tá p***a, você bateu nos pela saco?porque?- se interessar pelo assunto Pelo mesmo motivo que soquei o amigo de vocês, mandou a mão na minha b***a eu mandei um soco na cara deles, só depois que falaram que eles eram os chefes e estão me caçando, fugi por uma passagem que da asceso ao topo do morro- falei os olhando Ph- você saberia voltar nessa passagem se for o caso?- pergunta me encarando Sara- nem vem ph, tira ela desse rolo, bora subir- diz me puxando Subimos pro quarto onde vou ficar, e fui avisar minha irmã que ficaria na casa do ph, ela também acha melhor eu ficar longe de casa quando ele estiver drogado, desci e ouvi os dois discutindo e me meti Nega não ligo de ajudar vocês, contanto que não sobre pra minha amiga eu ajudo com prazer, não gosto de ser desrespeitada e assim me vingo de três patetas ao mesmo tempo- falei sorridente DiG- que três?- Fala me encarando Meu ex, tem negócio com eles foi assim que reencontrei minha amiga de infância, eu não queria me misturar com essa gentinha de merda, então ficava na praça não sei ao certo que negócio, mas ele estava sempre lá - falei sentando DG- estaria disposta a nós ajudar?- fala me encarando Não tenho nada a perder, então sim afinal se vocês não atacarem eles, eles iram atacar vocês e pode machucar você sarinha ainda mais se me verem contigo, deus me livre já tô me sentindo m*l pelos meus pais- falei a olhando Sara-tá cara affs- falou nos olhando Botei em uma folha de papel tudo que eu lembrava e depois fui pro quarto tomar um banho e acabei dormindo o dia foi cansativo e amanhã eu iria começar trabalhar cedo, graças a deus vou trabalhar de manhã até a noite sem ter meu cunhado perturbando, provavelmente irei chegar em casa e ele ja estará dormindo ou drogado pelas ruas, amanhã inicia meu novo recomeço Dia seguinte Tem três dias que estou no morro, até agora só confusão na cabeça única coisa boa foi que consegui um emprego e vou começar hoje, já levantei me arrumei e quando ia sair achando que estavam todos dormindo ph me chama pra tomar café e me surpreendi vendo todos ali na mesa tomando café Ph-não jantou ontem e vai sair sem tomar café?- fala me chamando da cozinha que susto garoto achei que estava dormindo ou no baile, precisa não você já fez muito me abrigando - falei tentando sair DG- ele não vai te deixar sair sem antes se alimentar, se acostume - fala abrindo a geladeira Obrigada ph- falei sorridente Ph- que tanto você me agradece em?- fala me olhando Questão de educação e não tô acostumada com outras pessoas cuidando de mim, sempre foi só eu, meus pais e minha irmã, mas se te incomoda eu paro - falei sem graça Ph- relaxa, vai come aí que te levo no trabalho - fala botando café pra mim precisa não pego um ônibus - falei sem jeito Ph-vou ter que ir no shopping comprar o presente da minha mãe e da sara, aniversário delas amanhã então não vai dar trabalho - fala me olhando Ta bom então - me animei Tomamos café em silêncio e depois eu ajudei eles a arruma a cozinha, já que eu tinha acordado bem mais cedo do que deveria, terminamos esperei ele se arrumar e fiquei na sala mexendo no celular enquanto os dois ficaram conversando e toda hora eles me olhavam, até eu receber uma mensagem da minha amiga Priscila Whatsapp on Priscila - ei sumida como está?desculpa não ter ido te vê mas o PJ, tá marcando em cima pra sabe aonde você está então tô evitando marca a boa, pro nosso bem amor- fala no áudio meu amor tô bem, não se preocupe vamos marca em um local neutro e longe em breve, saudades de você e cuidado aí com esses doentes em - falei no áudio Priscila - tô doida pra me mudar amiga, tô vendo uma quitinete no morro onde minha tia mora, ela mora na rocinha mas tenho medo de ir morar lá e os cara me estranha porque moro aqui tá ligada- falou no áudio Te entendo bebê, mas se você for mesmo morar na rocinha me avisa talvez lá eu vá te vê, vou sair aqui mais tarde falo contigo e se cuida princesa te amo- falei no áudio Priscila - também te amo minha gostosa- manda áudio Whatsapp off A Cristo complicado essa nossa vida viu- falei alto DG- não temos nada contra com quem foge dos rivais não, como falamos antes você tem que tomar cuidado dobrado - fala me olhando Será que um dia, vou conseguir ir e vim sem ser perseguida?- falei triste pH - vai sim, vamos?- fala chegando por trás Bora, bom dia pra vocês - falei me despedindo Dig/DG - bom dia e bom trabalho lá pra você - falam juntos Eu e ph fomos conversando nos conhecemos mais um pouco, eu nunca tinha rido tanto e acabamos chegando rápido, entramos juntos nos despedimos e foi cada um pro seu lado, me apresentei pra gerente da loja que me levou lá pros fundos e me explicou o que eu teria que fazer, eu iria ser estoquista graças a deus porque vários conhecidos meu frequenta esse shopping e a última coisa que quero e ser reconhecida por alguém e seguida depois, o dia foi tranquilo almocei ali mesmo e depois voltei ao batente, a hora passou rápido demais quando fui vê a gerente já estava me avisando que era hora de fechar a loja e como ela estava sozinha eu resolvi ajuda ela, depois de fechar a loja fui pro ponto de ônibus quando estava distraída senti alguém me puxar quando vi que era Bernado me tremi dos pés a cabeça, eu estava sozinha no escuro e no deserto, quando pensei que ele ia fazer alguma coisa senti ele ser puxado pra longe de mim abri o olho e era o dig e DG dei graças a deus Bernado queria parti pra cima de mim mas eles não deixaram, dig caiu pra cima dele dando vários socos na cara, chutes DG me puxou pro carro e depois voltou com dig, entraram no carro e fomos embora na velocidade da luz, eu estava em choque a última vez que Bernardo me segurou assim ele tentou força uma relação entre nós, chegamos na casa do ph que nem vi DG viu que eu estava em choque e chamou a sara pra me tirar do carro, ela me botou sentada no sofá do ph e eu não falava nada,quando ph me deu um copo de água me assustei e dei um pulo fazendo todos se assustarem Ph- calma baixinha sou eu-fala e me abraça e eu só sabia chorar Desculpa,obrigada aos dois por me ajudarem eu travei no susto não tive reação pra nada, vocês estão bem?sua mão machucou DiG?- perguntei o olhando DiG- tô tranquilo e você?- fala me olhando To melhor obrigada,eu tenho que ir pra casa-falei levantando DG- sua irmã sabe que vai dormi aqui outra vez,teu cunhado estava drogado quando ela saiu de casa,e ainda está então avisamos que ia ficar aqui- fala me encarando Ai que situação,devo está pagando por algum pecado do passado - falei enxugando as lágrimas Sara- bora jantar,depois você sobe e descansa e como foi seu primeiro dia?- fala me olhando Amei, sou estoquista então fico sempre lá atrás o que é ótimo,se passa algum conhecido não me reconhece,tirando esse episódio de agora pouco foi tudo ótimo - falei animada Sara- que bom amiga,fico feliz por você - diz me abraçando Fomos todos jantar e quando terminamos eu lavei as louças e guardei,quando estava secando meu celular tocou e dig atendeu, ele começou discutir com alguém no meu celular e eu fiquei olhando sem dizer nada,ele bloqueou o número e me mandou trocar de número,continuei encarando ele assutada peguei meu celular e subi pro meu quarto, sem falar nada com ninguém tranquei minha porta e fui tomar meu banho, lavei minha calcinha no box e pendurei no ferro da toalha, tomei meu banho com calma e fiquei pensando na atitude do dig agora pouco e fiquei assustada não tô acostumada com essas coisas, minha vida sempre foi muito calma e do nada tá esse mar de confusão, queria saber quem era sai do banheiro enrolada na toalha e quando fui pro quarto ele estava lá sentado na cama olhando pras minhas fotos que carrego na mochila, elas estavam espalhadas na cama já que tirei tudo pra pegar a roupa que ia vestir, me assustei e fiquei travada na porta do banheiro e ele puxou assunto comigo DiG-desculpa ter surtado agora pouco, aquele vagabundo te ligou e falou um monte de merda e não aguentei - fala me encarando Tudo bem, já imaginava, então eu não tranquei a porta não?- falei olhando pro chão DiG- tecnicamente não, essa maçaneta deu r**m a muito tempo, e ph nunca conserta - fala e rir Tendi- falei indo pra de baixo da coberta DiG- não tem roupas de dormi não?- diz me encarando Não, as minhas roupas que estão na minha irmã ainda estão nas malas, só tirei o nescessário - me ajeitei na cama DiG- entendi, vou nessa boa noite aí e bom descanso - fala levantando Obrigada por me defender do Bernado, lá no trabalho e agora tá de coração - falei sorridente Ele sorriu de volta e saiu, quando achei que ia dormi sara entra empolgada, conversamos e depois ela foi dormi no quarto dela e eu mexer no celular depois fui dormi também, amanhã era dias de lutas dias de glórias, trabalha pra ter minha casa logo Um mês depois Minha relação com minha irmã é mais o menos mas ultimamente piorou bastante, ela descobriu que está grávida e o embuste dela quer que eu vá embora de qualquer jeito de noite cheguei minhas malas estavam na rua, entrei para pegar o restante e sai fui com mala e tudo pra tia do açaí, por sorte a senhora tinha uma casa pra alugar e fui morar lá eu andando trabalhando tanto que me afastei um pouco da sara e do pessoal dela então não deu pra avisar que eu tinha me mudado mas amanhã estarei de folga eu procuro eles e aviso, agora vou forrar uma toalha no chão e dormi pelo menos eu tenho esse teto pra dormi

editor-pick
Dreame-Editor's pick

bc

De natal um vizinho

read
10.9K
bc

Primeira da Classe

read
12.4K
bc

O início e o fim de uma seleção.

read
3.9K
bc

Amando Katharine

read
4.1K
bc

Segunda Chance

read
18.7K
bc

O Lobo Quebrado

read
1K
bc

Debaixo do Mesmo Teto

read
4.3K

Scan code to download app

download_iosApp Store
google icon
Google Play
Facebook