bc

Sempre foi você

book_age16+
3
FOLLOW
1K
READ
drama
comedy
mystery
like
intro-logo
Blurb

Sempre foi você conta a história de duas melhores amigas, Juliana Salvatori e Jennifer Castello, ambas bem sucedidas trabalham na mesma empresa uma gráfica muito bem conceituada e se conhecem a muitos anos. No entanto elas não poderiam imaginar que um segredo obscuro abalaria a amizade das duas, Jennifer tem uma paixão reprimida por Julianna a qual guarda isso a 7 chaves por anos, até que um dia depois de um acontecimento Juliana revela a sua amiga que sente atração por mulheres e isso faz com que Jennifer crie esperanças com relação as duas. A trama é rodeada de muito jogo de sedução, traição, ciúmes, brigas, intrigas e claro uma boa dose Hot...

chap-preview
Free preview
sempre foi você
- júuuuuuhhhhh! Acordei assustada com minha prima pulado em cima de mim Eu: Danielli! o que você está fazendo aqui? Perguntei olhando para ela Dani : nossa que recepção Julianna, viajei de tão longe pra te ver e é assim que você me trata? Falou fazendo drama Eu : desculpa Dani não sabia que você vinha. Falei me espreguiçando Dani: mas eu avisei com uma semana de antecedência . Eu : é que tive meio que uma perda de memória. Expliquei Dani : é verdade tia Helena falou do acidente, como você está? Perguntou preocupada e me analisando Eu: estava bem ate você pular igual uma louca em cima de mim! Disse rindo Dani : desculpa Ju é que estava com saudades. Ficou sem jeito Eu : estou brincando nega. Disse em seguida abracei-a Dani : mas então o que vamos fazer hoje ? Vim pra Ca em busca de diversão! Falou toda animada e levantou da cama. Eu : pensei que tivesse vindo me ver? Perguntei olhando para ela parada na minha frente . Dani : também! Mas você sabe né Ju sempre venho em busca de aventuras. A Danieli era meio danadinha, todas as vezes que passamos as férias juntas ela sempre aprontava e ficava com geral. Eu : bom hoje as meninas vão vir passar o dia aqui. Falei me ajeitando na cama Dani: e os meninos? Sorri e balancei a cabeça negativamente. Eu: os meninos não foram convidados. Dani: mas porque? Fez cara de triste e eu ri Eu : porque hoje é dia das meninas! Disse animada Dani: ah entendi. falou sem muita empolgação Eu: não se preocupe vou te apresentar todos meus amigos gatos. Ela sorriu, me levantei olhei a hora no celular e tinha uma mensagem abri ( bom dia Ju, tudo bem contigo? espero que sim! mais tarde passo na sua casa, beijos Sam). Dani : quem era? namoradinho novo? Perguntou curiosa Eu : não, uma amiga. Falei colocando o celular em cima da mesinha de cabeceira. Eu: vamos comer ? estou morrendo de fome! Fomos ate a cozinha minha mãe já estava tomando seu café da manhã nos sentamos e comemos junto com ela, a Dani nos contou tudo que estava acontecendo onde ela morava, mencionou a gravidez inesperada da Amanda outra prima minha, a família estava meio que abafando o assunto. Dani : Ju você tem que ir passar o carnaval comigo. Falou pegando uma torrada e passando geléia de morango. Eu : onde no ceara? Dani : não,no Afreganistão! claro que é no Ceará né! Disse irônica Eu: assim, vamos combinar então. Dani: combinar nada você vai! Falou autoritária e eu ri Eu: ta certo Mamãe. Brinquei e continuei a comer Helena: ju as meninas vão chegar de que horas? Eu: daqui a pouco. Falei com a boca cheia e minha mãe reclamou . Fui com a Dani limpar a piscina, ela só fazia resmunga perguntou se não tinha alguém para fazer aquilo, eu ficava só rindo ""que garota preguiçosa” pensei, terminamos e decidimos tomar banho e colocar os biquínis, voltamos para piscina, me deitei na espreguiçadeira e fiquei tomando banho de sol a Dani logo foi da um mergulho. Por volta das 11:30 as meninas chegaram, apresentei minha prima a cada uma, minha mãe apareceu com o almoço todas nós comemos depois de descansar meio hora voltamos para piscina. Camilla: droga não posso molhar o meu cabelo. Falou entrando na piscina e amarrando o cabelo. Dani: porque? Perguntou sem entender Camilla: fiz escova progressiva . Todas rimos Lara: mais pra que se seu cabelo já é liso? Disse ainda rindo Camilla: pra manter ele sempre liso oras! Começamos a zuar e jogar água no cabelo dela Eu: de onde você tirou isso Milla? a já sei do mesmo canto onde tinha dizendo que água de coco deixa os dentes brancos. Falei quase sem ar de tanto rir Sam: gente coitada da Milla, vamos falar de coisas interessantes. Sugeriu e concordamos todas Dani: quero saber dos gatos, faz tempo não pego ninguém . Eu: hã? Como assim? Você não acredito. Brinquei e ela me deu um tapinha Dani: é querida o tempo das vacas gordas passaram Rimos Camila: se La no Ceará está assim, aqui ta pior. Comentou saindo e sentando na beira da piscina Lara: também não é assim Mila, tem o Alê e o theuzinho. Sam: você esqueceu de mencionar o Denis . Falou em seguida percebeu que fez besteira, a Lara saiu da piscina e ficou sentada em silencio Dani: hum já gostei, quando vou conhecê-los? Perguntou animada Camilla: pode ser amanhã, tem balada na Nox e eles sempre vão. Disse entrando na piscina e juntando-se a nós Sair disfarçadamente de perto das meninas queria saber o que estava acontecendo com a Lara, puxei uma cadeira e me sentei perto dela. Eu: esta tudo bem com você? Perguntei olhando pra ela que deu um meio sorriso Lara : sim Ju Respondeu e ficou olhando pra onde as meninas estavam Eu: tem certeza? você saiu da piscina quando a Sam falou do Denis . Ela se virou em minha direção e permaneceu em silencio Eu: você gosta dele não é? Apenas balançou a cabeça positivamente, segurei suas mãos Eu: amiga você sabe que pode contar comigo pra tudo, quer conversar colocar pra fora tudo que esta sentindo?. Lara: sim . Falou com a voz tristinha, apertei suas mãos a encorajando. Lara: sempre gostei dele desde os tempos do colégio. Eu: você já falou pra ele do que senti? Perguntei atenciosa Lara: Ju ate parece que você não conhece o Denis, eu não tenho coragem, ele não me quer. Disse com os olhos marejados Eu: lara você não pode ficar sofrendo assim, tem que dizer a ele expor o que senti, não pode afirma uma coisa que não sabe se é verdade, vamos La coragem mulher! Ela me olhou e eu enxuguei uma lagrima que escorria pelo seu rosto. Sorriu Lara: você sabia que é a melhor amiga do mundo? Falou sorrindo Eu: faço o que posso. Brinquei Voltamos para piscina, as meninas estavam brincando de briga de galo, depois de uma tarde inteira nos divertindo, todas tomamos banho, jantamos e fomos assistir filmes no meu quarto, coloquei o filme no DVD e sair pra fazer a pipoca e pegar o refri tinha esquecido “ eu já era esquecida imagina depois de uma pancada na cabeça” pensei e rir de mim mesma fui ate a cozinha. Sam: Ju que demora é essa? foi fabricar a pipoca e o refrigerante? Falou entrando pela cozinha estava meio atrapalhada derramei refri na mesa pipoca no chão . Sam: quer ajuda? Perguntou rindo. Eu: sim por favor! Falei afobada “ minha mãe vai me matar se ver a cozinha assim!”. Limpamos tudo e voltamos para o quarto. Camilla: que demora ein. Disse vindo pegar os potes de pipoca Eu: nem reclama que você não teve trabalho algum só o de comer agora. Lara: e qual o trabalho de colocar pipoca no microondas e pegar o refri na geladeira? perguntou e todas riram Dani: mas a Ju tem porque tudo que ela vai fazer tem que ter todo um processo. Elas continuavam rindo, coloquei o refrigerante em cima da mesinha e entreguei um copo a cada uma. Eu: sirvam-se Disse me sentando na cama, espalhei alguns colchonetes pelo chão do quarto todas iríamos dormi juntas, assistimos ao filme que era de terror “adoro filmes assim” jogamos um pouco conversamos bastante e quando já era madrugada resolvemos dormi. Eu: quem vai dormi comigo? Perguntei Camilla: esta com medo de dormi sozinha Ju? Disse me zuando Eu: não ow coisa lenta é que só tem 3 colchões e são de solteiro e como minha cama é de casal fica melhor se dormi uma de vocês comigo . Expliquei Dani: então eu durmo com você priminha linda. Falou pulando na cama e já se arrumando pra dormi. Eu: a não Dani melhor você dormi só. Ela se virou pra mim Dani: por que ? Perguntou me olhando Eu: simples por que você parece que esta em um ringue de luta quando esta dormindo sobra socos e tapas pra tudo que é lado. Todas rimos Dani: ta bom vou pra o chão . Falou com cara de emburrada e eu ri Eu: então quem vai ter a honra de dormi comigo? Brinquei Lara: é convencida viu. disse rindo de mim e eu joguei o travesseiro nela. Sam: eu durmo com você Ju. Falou se deitando do meu lado na cama . Mal conseguir dormi, estava agoniada as vezes a Samantha chegava perto e eu sentia seu perfume o calor do seu corpo meus pelos eriçavam “ o que é isso que esta acontecendo comigo?” . No domingo acordamos quer dizer as meninas acordaram por que eu passei a noite em claro, logo elas foram embora combinamos de nos encontrar na Nox a noite, eu e a Dani ficamos jogando vídeo game, minha mãe entrou no quarto e pediu para que eu ligasse para Jennifer e a convidasse para almoçar conosco. (celular) Eu: alô, Jennifer? Perguntei Jenny: não Xuxa! Ela falou me zuando e rindo Eu: besta bom dia, tais bem? Jenny: bom dia Jú, estou ótima e você? Eu: também olha quero te fazer um convite... já fui logo falando Jenny: se for pra matar alguém nem me chame. Falou me interrompendo e rindo Eu : não! Ta engraçadinha hoje né? mas enfim é que Mamis pediu para que te chamasse pra almoçar aqui . Fenfinha gritou minha prima Jenny: a Danieli ta ai? Perguntou achando graça provavelmente do apelidinho que a Dani a chamou. Eu: esta sim, mas diga você vem? Falei já impaciente Jenny: o Jonas esta aqui em casa e pensei em sair para almoçar com ele. Eu: ótimo então vem os dois almoçar aqui! Falei e olhei para minha prima que estava quase quebrando o vídeo game. Ainda convidei eles para irem para Nox logo mais a noite, a Jennifer ainda relutou dizendo que iria trabalhar cedo no outro dia como se eu também não fosse afinal trabalhávamos juntas porém conseguir por fim conhecê-la. O almoço foi bem tranquilo, Jenny veio com seu irmão Jonas como havia dito, não lembrava que ele era gato daquele jeito fiquei de verdade muito interessada confesso, na real parecíamos uma família de comercial de margarina hahaha, a noite na boate foi muito animado a Nox era muito bem frequentada, gente bonita, meus amigos estavam todos lá, nos divertimos bastante porém como era um domingo não voltamos tão tarde e também eu não estava bebendo, me recuperando ainda do acidente, chegamos em casa cansadas eu e a Dani, tomamos banho e fomos dormi... Tive um sonho estranho estava em um estacionamento deserto - Sempre quis isso... disse chegando perto da minha boca, sentia sua respiração próxima ao meu rosto - Sempre desejei você... Conseguia ouvir bem mais não dava pra ver nitidamente quem era... Acordei toda suada “ que loucura esse sonho me pareceu tão real” olhei para os cantos e vi Minha prima sentada em frente ao computador. Dani: Bom dia bela adormecida! Falou sorrindo pra mim Eu: bom dia Falei tentando me levantar Dani: tava sonhado com o que? Perguntou me olhando Eu: não lembro Menti Dani: não lembra né? mas pelo jeito foi bom você não parava de gemer Disse rindo e eu a olhei assustada Eu: que horas são? Mudei logo de assunto Dani: 10:30 não vai trabalhar hoje? Perguntou olhando pra mim Eu: merda a reunião! Falei e corri para o banheiro tomei um banho rápido e praticamente voei até a designer e styles Cheguei e fui direto pra minha sala. Thamires: bom dia Juliana Falou entrando na sala Eu: bom dia, a reunião já acabou? Perguntei organizando alguns papéis Thamires: já sim Disse me olhando Eu: E aí? deu tudo certo? Perguntei ansiosa Thamires: sim, mas ainda falta você assinar os papéis. Me explicou Eu: tudo bem vou ver isso com a Rafaela. Falei aliviada Thamires: a Jennifer estava procurando por você. Falou quando ia saindo pela porta Eu: vou La agora ver o que ela quer. Levantei-me e fui até a sala da Jennifer Abri a porta devagar e entrei ela começou falar um monte de grosserias, ficou totalmente sem controle eu me irritei com aquele tratamento, deixa-a falando sozinha e fui para minha sala porém ela veio atrás e me impediu de fechar a porta, me encostou bruscamente contra porta e ficou falando coisas sem nexo enquanto se aproximava de mim. Fiquei atordoada com a aproximação dela mas acho que ela não percebeu, depois disso saiu da minha sala dando varias desculpas parecia nervosa nem a respondi ”o que foi isso?” perguntei a mim mesma, sentir um misto de sensações, frio e calor ao mesmo tempo, voltei a trabalhar mas fiquei com aquilo na cabeça . Na hora do almoço fui até o shopping e acabei comendo por la. - sozinha moça? Me virei pra ver quem era Sorri Eu : ta servida? Era a Samantha provavelmente estava fazendo compra pois ela estava cheia de sacolas Sam: não obrigada já almocei, posso me sentar com você? Perguntou olhando pra mim Eu: claro fica a vontade. Ajudei-a com as sacolas e ela sentou-se Sam: que milagre é esse você no shopping em plena semana? Disse mexendo na bolsa Eu: vim ver umas coisas e aproveitei para almoçar por aqui. Expliquei Sam: ta explicado Disse rindo Sam: vou compra sorvete você quer? Falou se levantando Eu: não obrigada. Logo ela voltou com o sorvete passou a língua bem devagar em toda extensão e deu uma mordida na casquinha. Samy: ta uma delicia. Disse se lambendo, involuntariamente mordi os meus lábios inferiores Eu: deve esta mesmo. Falei olhando fixo pra ela Sam: não vai atender? Perguntou olhando para mim Eu: o que? Disse confusa Sam: seu celular esta tocando. Falou rindo Eu: assim licença. Falei e me afastei um pouco para atender o celular. Voltei para mesa Eu: vou ter que ir agora. Disse pegando minhas coisas Sam: já? Perguntou pegando minha mão Eu: err... aconteceu uns problemas Falei puxando minha mão “o que ta me acontecendo?” Sam: algo grave? Perguntou preocupada Eu: não no entanto é algo que só eu posso resolver. Me despedir dela mas não com muito contato físico isso estava me provocando sensações estranhas, cheguei na empresa e logo a Thamires me abordou. Thamires: Juliana os convites de formatura do colégio Henrique Jorge ... Falou afobada a interrompi Eu: calma Thamires esta no meu computador só passar para o pendrive e levar para o Miguel. Tentei acalmá-la Entrei em minha sala passei os convites para o pendrive Eu: aqui está. Falei entregando para ela Thamires: obrigada. Sorriu aliviada O resto do dia passou tranquilo apesar de tudo que aconteceu, em casa fui direto para meu quarto queria tomar um banho relaxante. Sair do banheiro só de toalha, sempre tive o costume de trocar de roupa no banheiro mesmo, me vesti e fui para cozinha comer alguma coisa. Helena : boa noite, faz tempo que você chegou? Perguntou Eu: não mãe cheguei a pouco tempo. Falei me sentando Eu: cadê o pai e a Dani? Perguntei percebendo a falta deles Helena: seu pai esta no quarto e a Danieli saiu com aquela sua amiga a Camilla. Disse vindo em direção a mesa e se sentando Eu: Danieli e Camilla juntas? Comecei a rir e minha mãe me olhou sem entender Logo meu pai apareceu e a Dani também, comemos, conversamos um pouco e eu fui para meu quarto estava cansada queria dormi. Dani: aquela sua amiga é meio louquinha. Disse entrando no quarto e deitando na cama comigo Eu: é mas não se preocupa que isso não pega. Falei rindo e ela riu também Dani: ainda bem! se não você estaria igual a ela. Rimos Eu: para de falar dos outros e vamos dormi estou morrendo de sono. Falei me virando Dani : mas ja? eu queria conversa. Falou e me puxou fazendo com que eu olhasse pra ela Eu: amanhã talvez Me virei novamente e dormi igual uma pedra Acordei com a luz do sol no meu rosto, levantei fiz minha higiene e fui tomar meu café - bom dia disseram meus pais Eu: bom dia. Me sentei peguei um pão coloquei queijo e comi Alberto: filha que cor você mais gosta? Perguntou do nada Eu: lilás pai por que? Perguntei curiosa Alberto: tenho uma surpresinha para você mas só chega sábado. Sorriu Eu: e por que o senhor me disse isso agora? só pra me deixar curiosa? Ele riu Eu: a senhora sabe o que é mãe? Eles se entreolharam Alberto: deixa de ser curiosa Juliana! Falou rindo de mim e eu resmunguei Helena: cadê a Dani? Eu: esta dormindo ainda Falei me levantando Helena: já vai? Perguntou indo em direção a pia Eu: sim...um bom dia pra vocês Falei e fui para a empresa tive um dia bem cheio, como a Jennifer tinha viajado e ninguém tinha me dito “parece que sou um figurante aqui” era trabalho em dobro pra mim. No final do expediente recebi uma ligação do Jonas me convidando para jantar imediatamente aceitei cheguei em casa tomei um banho e vestir uma roupa básica calça, blusa e uma sandália de saltinho, maquiagem leve e bastante perfume, me olhei no espelho e gostei do que vi. Fui para sala esperá-lo Helena: não vai jantar filha? Perguntou se sentando no sofá e ligando a TV Eu: não mãe. Eu estava um pouco ansiosa ficava olhando as horas direto Helena: vai sair? Eu: sim o Jonas me convidou para jantar Falei sorrindo Helena: agora entendi o porque de toda essa ansiedade. Sorriu Alberto : Helena o jantar esta pronto? Me pai entrou na sala e ficou me olhando Alberto: para onde você vai? Helena: ela vai sair com Jonas Falou me apertando Eu :mãe! Reclamei Alberto : mas vocês mal se conhecem já vão sair? Disse e eu ri Eu: é só um simples jantar pai Falei rindo meu pai era meio ciumento Helena: meu amor é só um jantar inocente Explicou Alberto: hum no meu tempo eu também ia a jantares inocentes Disse serio e eu escutei a campainha tocando dei um pulo do sofá Abri a porta e era o Jonas Jonas: boa noite Sorriu Eu : boa noite ele cumprimentou meu pai e seguimos em direção ao restaurante que ficava pertinho da praia, adorei o local super aconchegante apesar de mora a muito tempo no recife nunca tinha ido. Jonas: gostou do lugar? Me perguntou atencioso Eu: sim é muito aconchegante Sorri Jonas: podemos pedir? Perguntou educado Eu: sim por favor. Respondi, ele chamou o garçom e fez nossos pedidos Jonas: pedir a Jennifer para fazer uma social na casa dela pra me apresentar ao pessoal. Falou animado Eu: que legal Disse sem muita vontade “o assunto Jennifer tinha que aparecer? claro né juliana ela é irmã dele!” Jonas: você não me parece muito animada. Falou me observando Eu: nada impressão sua. disfarcei A gente conversou mais um pouco enquanto nosso jantar não chegava, comemos tranquilamente. Jonas: o que você quer de sobremesa? Perguntou gentil Eu: sorvete! Ele riu Eu : o que foi? Perguntei sem entender Jonas: você é demais não tem frescuras é linda, educada, inteligente diferente de todas as mulheres que já conheci até hoje. Corei na hora Eu: obrigada você é muito gentil, agora vamos tomar o sorvete? Perguntei e ele levantou–se segurou em minha mão e seguimos para sorveteria, tomamos nossos sorvetes e depois ele foi me deixar em casa. Parou o carro saiu e abriu a porta pra mim Eu: que cavalheiro Sorri Jonas: por favor senhorita Pediu para que eu segurasse sua mão Eu: bom agora tenho que entra obrigada pelo jantar. Disse o olhando Jonas: obrigado digo eu pela ótima companhia Aproximou-se e nos beijamos Eu : boa noite Sussurrei entre seus lábios Jonas: boa noite linda. Ele foi embora e eu entrei em casa feliz da vida O resto da semana passou rápido, eu e o Jonas estávamos quase namorando não era algo oficial ainda, minha prima foi embora para o Ceará tinha problemas pendentes por La, era sábado dia da festa na casa da Jennifer eu não estava muito afim de ir mas o Jonas fez tanta questão. O dia passou correndo logo mais já era noite e eu tinha que correr por que eu sempre demorava para me arrumar enquanto eu estava me arrumando recebi um telefonema do Carlos, ele queria que eu chamasse a Samantha pra ir a festa não achei que seria uma boa idéia afinal a Jennifer e a Samantha nunca se deram bem, porém como eu e a Jennifer estávamos meio que nos estranhando desde o que aconteceu na empresa naquele dia decidir que não seria nada demais e assim liguei para Sam. (Celular) Sam: oi Ju tudo bem? Perguntou simpática Eu: tudo ótimo e contigo? Sam: também, tirando o tédio de ficar em casa em pleno sábado . Falou rindo Eu: bom é a respeito disso mesmo que liguei... estava tentando achar uma desculpa para ela querer ir a festa Sam: sim? Perguntou curiosa Eu: bom é que tem uma festinha e pensei em te chamar Disse esperando que ela não perguntasse na casa de quem era a festa Sam: adorei a idéia Falou animada Eu: vamos? perguntei ansiosa Sam: claro! me respondeu prontamente Eu :então certo, daqui uma hora chego ai ok? Sam: tudo bem, beijos vou me arruma se não nem da tempo. Falou em seguida desligou Terminei de me arrumar e fui para sala ver um pouco de TV enquanto não dava a hora de ir buscar a Sam. Helena: boa noite filha Sentou-se no meu lado Eu: boa noite mãe Respondi e dei um beijo nela Helena: tem festa hoje? Falou tirando minha atenção da tela Eu : sim mãe, eu não queria ir mas o Jonas fez muita questão não tinha como negar. Falei sorrindo Helena: você gosta dele filha? Perguntou olhando pra mim Eu: ele é um cara muito bacana, lindo, gentil, me faz bem a companhia dele. Helena: que bom meu amor fico feliz por isso. sorriu Alberto : boa noite minhas lindas. Falou entrando na sala - Boa noite Dissemos juntas Alberto: vai sair filha? bom que você já estréia. Falou sorrindo Eu:vou sim, estréia o que pai? Perguntei confusa Alberto: lembra que te falei que tinha uma surpresa mais só chegava no final de semana. Eu: sim e cadê? já chegou? quero ver! Falei afobada Alberto : calma juliana! Falou rindo da minha afobação Eu: ai pai fala logo! falei rápido ansiosa Pegou uma chave do bolso e me entregou Eu: um carro é isso? Perguntei olhando para chave Alberto: sim mas não é um simples carro. Falou fazendo mistério Eu: como assim? Perguntei sem entender Alberto: vem comigo Pegou na minha mão e me puxou para o lado de fora da casa. Eu : ain não acredito! falei bestificada olhando para o carro Eu: É um conversível? E ainda por cima lilás? Perguntei quase gritando Alberto: é sim, o mais novo da linha achei que você merecia. Falou sorrindo Eu: você é o melhor pai do mundo! Pulei no pescoço dele e o abracei com força Alberto: assim você vai me matar! Rimos Eu: obrigada pai te amo muitão! Alberto: também Meu pai não era muito de expressar sentimentos mais tentava fazer isso da melhor maneira possível. apesar de ter ganhado um carro na verdade um super carro não éramos pessoas milionárias nem ricas apenas tínhamos um pouco de condições digamos que o trabalho duro nos dava bons louros Seguir para casa da Samantha, “ ain estou apaixonada” estava me referindo ao meu novo carro, nunca fui materialista mas um carro daqueles era para deixar qualquer um bobo, parei em frente a casa da Sam e buzinei logo ela saiu. Sam: nossa Ju que carro lindo! Falou abobalhada Eu: não mais que a dona. Falei brincando Sam: com toda certeza Disse me olhando e eu fiquei sem graça Eu: então vamos? Mudei o assunto Sam: claro. Falou animada, não deixei de reparar o quanto ela estava linda” por que ela me atrai assim?” eu já tava ficando louca com tantos sentimentos confusos. Logo quando chegamos em frente ao prédio onde a Jennifer morava a Samantha reclamou. Sam: não acredito que você me trouxe aqui! Falou chateada e com a cara emburrada Eu: me desculpa. Sam: só isso que você tem a me dizer? Perguntou- me e foi logo saindo do carro Eu: sam não fica chateada comigo, o Carlos me ligou mais cedo e pediu pra te chamar vai ser legal eu juro. Tentei explicar enquanto ela estava em pé parada me olhando Sam: então quer dizer que o convite não foi seu? Perguntou seria Sam: e você ainda me trás para ficar com seu amiguinho? você só pode está de brincadeira comigo Juliana! Eu : calma Sam, por que ta nervosa assim? até achei que você gostava do Carlinhos, vocês combinam muito. Disse me aproximando dela Samy : na boa Julianna eu vou embora! Falou saindo e eu segurei seu braço Eu: não Sam por favor fica por mim pedir e nos entreolhamos e ela foi se aproximando de mim, sentir meu coração praticamente saltar Seu perfume me enlouquecia... Eu: o que você esta fazendo? Perguntei quase em um sussurro Sam: só por que é você quem ta pedindo eu vou ficar. deu um meio sorriso, na verdade não conseguir identificar ela parecia ter chama nos olhos, sua boca estava bem convidativa, parecia uma fruta de tão suculenta "mas que pensamentos são esses?" tentei desfaça minha cara. Eu: então vamos La Falei em seguida subimos “ eu só posso ta ficando louca, se ela chega mais perto não sei o que aconteceria”. Chegamos ao apartamento e logo na porta encontramos a anfitriã da noite Jennifer Castelli, ela estava cordial até falou com uma simpatia fora do comum com a Samantha, estranhei essa passividade dela mais deixei rolar, fui ao encontro de alguns do nossos amigos cumprimentei–os e ficamos conversando por um tempo. A festa estava bem animada, o Jonas anunciou nosso namoro, depois foi chamar a Jennifer pra falar com a gente mas ela estava estranha mal me olhava, achei que ainda poderia esta chateada pela discussão que tivemos na segunda mas ela nos recebeu tão bem, depois dela nos cumprimentar saiu de La praticamente fugindo. Fui falar com alguns conhecidos e encontrei o Carlos... Eu: Carlinhos cadê a Samantha? Perguntei sentindo sua ausência Carlos: eu não sei Jú, sua amiga é muito escorregadia fica fugindo Falou confuso e eu ri Eu: vai ver você não é bom de cantada Falei zuando Carlos: muito engraçada você Falou se fingindo de ofendido Eu:sempre fui Pisquei pra ele Carlos: volta La para seu novo namoradinho Brincou Eu : é isso mesmo que eu vou fazer Falei sorrindo Eu: se você ver a Samantha por ai avisa que não vou voltar pra casa Carlos: planos para mais tarde? perguntou Eu: sempre! Rimos Falei com mais algumas pessoas e fui para perto do Jonas Jonas: demorou linda. Falou me puxando pela cintura Eu : nem dois minutos BB Falei olhando pra ele Jona : pra mim pareceu uma eternidade, já estava morrendo de saudades . Sorri Eu : a é? então me beija para ver se passa. Falei e logo nos beijamos Saímos do beijo quando ouvimos uma pessoa gritando Era uma loira nunca tinha visto ”de onde será que essa doida saiu?” ela parecia bêbada e estava teoricamente discutindo com a Jennifer, fiquei prestando atenção na conversa ao que não conseguir entender direito, logo ela saiu de La e o Jonas foi falar com a Jennifer fiquei a observando ela parecia nervosa, embora não demonstrasse muito eu a conhecia bem. Eu: o que houve? Perguntei enquanto o Jonas se aproximava Jonas: não sei direito mais parece que a garota esta com problemas. Falou me abraçando Eu: é pelo jeito que ela gritava Jonas: jenny foi tentar ajudá-la Disse se virando pra mim Eu: sei Falei desconfiada Aquilo estava muito estranho, não me pareceu que a garota estava com problema e sim que a Jennifer era o problema. No final da noite quando todos já estavam indo embora o Jonas me convidou para dormi com ele. Dia seguinte ... Acordei cedo queria ir logo pra casa, ia ser constrangedor da de cara com Jennifer ainda mais por que ela iria saber que dormi com seu irmão, me despedir dele e seguir para minha casa, fui direto para meu quarto me joguei na cama e dormi mais um pouco. Ouvi batidas na porta... Eu: quem é? Falei sonolenta Helena : sou eu filha, abri aqui pra mim? Me levantei com muito custo e fui abri a porta Eu: oi mãe. Falei me espreguiçando e sentando na cama Helena : cadê seu celular? Perguntou Olhei todo quarto procurando pelo celular Eu: não sei Respondi ainda meio sonolenta Ela estirou a mão e me entregou o aparelho Eu: o que a senhora esta fazendo com ele? Perguntei sem entender Helena: você estava tão eufórica por causa do carro novo que nem se deu conta que o celular havia ficado no sofá Falou rindo Helena: já ligaram bastante para ele por isso vim trazer aqui pra você Eu: obrigada mãezinha Falei dando um abraço nela Helena: agora levanta dessa cama e vai tomar um banho. Eu: to fedendo? Perguntei me cheirando e ela riu Helena: não mais sempre é bom tomar banho. Falou, levantou e saiu Me levantei e fiz o que minha mãe pediu, olhei as ligações e eram todas da Lara, fiquei até assustada com o tanto de ligação que tinha no aparelho então eu retornei

editor-pick
Dreame-Editor's pick

bc

Love In The Moonlight (BXB)

read
29.1K
bc

JARED'S ESTRANGED MATE(book two chronicles of Her Grace)

read
568.9K
bc

Two Worlds; The Collision

read
44.1K
bc

The Chieftain's Bride

read
23.0K
bc

Unexpected Temptation (MxM)

read
10.6K
bc

An Omega's Confused Heart

read
22.7K
bc

My Alpha Best Friend

read
1.3K

Scan code to download app

download_iosApp Store
google icon
Google Play
Facebook