bc

Qual e o seu preço? (omegaverse)

book_age18+
533
FOLLOW
1.1K
READ
neighbor
gangster
like
intro-logo
Blurb

Depois de 10 longos dias de negociações no Japão, o CEO da maior empresa automobilística da Ásia,

o Alfa Bruno, exige que seu secretário Pedro consiga convites para a festa s****l mais disputada pela elite de empresários em Tóquio, promovida por Augusto o omega prostituto mais desejado da cidade

chap-preview
Free preview
Capitulo 1
Bruno  Vasconcelos havia mais dez dias em Tóquio. O alfa conseguiu colocar a empresa da sua Família, a JK Motors, em um patamar inimaginável 5 anos antes. A JK Motors era a maior montadora de automóveis em âmbito mundial, desbancando os americanos. Porém, uma nova montadora em Tóquio era essencial para continuar no topo. Uma outra montadora estava de olho no mesmo negócio, subindo assim o valor da empresa. Porém, influente e ardiloso, Bruno fechou o negócio. Sua equipe de advogados pulou em sua sala assim que as duas partes apertaram as mãos. Sentir aquele contrato assinado em suas mãos lhe dava uma sensação de poder que Bruno adorava sentir. O Alfa soltou um grande sorriso deixando o peso do seu corpo deslizar pela poltrona. - Bom trabalho, senhor - Pedro - disse ao chefe com largo sorriso nos lábios. - Sim, foi perfeito - Bruno sorri malicioso. - Foi uma bela jogada descobrir quais eram os bancos que emprestaram dinheiro ao seu concorrente. - Sim, eles não tinham dinheiro vivo para movimentar a negociação. Eu sim, só disse para os bancos o quanto sairiam perdendo se os ajudasse. - E fez isso no final do prazo. Em tão pouco tempo não conseguiriam o dinheiro em outro lugar - Essa era a ideia, e ainda poupei 5 milhões, pois, sem concorrência, eles tiveram que baixar o preço. - O senhor foi perfeito. - Sempre sou, agora me dê uma boa notícia e me diz: que conseguiu? - Senhor.... Eu... Eu... Eu.... - Pedro  gaguejava sem saber exatamente o que dizer. - Você sabe que, se você não conseguir, está na rua? - O Alfa olhava o beta com um olhar fulminante - São 15:00. Vou pro hotel descansar. Às 22:00, espero que meu lugar esteja reservado, de preferência ao lado daquela delícia de omega. - Senhor, esses ingressos são quase impossíveis. - Pedro  - O alfa anda até o secretário - Acho que você não entendeu EU QUERO IR NESSA FESTA. OS HOMENS MAIS PODEROSOS DA ÁSIA ESTARÃO LÁ. E EU SOU O QUE? - O CEO da maior empresa automobilística da Ásia. - Do mundo! - Isso senhor, do mundo. - Agora vamos, preciso descansar. Pedro  deixou o chefe no hotel e saiu desesperadamente, ligando pra cada acompanhante, michê e garoto de programa da Ásia, implorando por um telefone ou um dado que o fizesse conseguir tal convite.Mas nenhum deles tinha. Então, iria se humilhar. Iria ligar pra todo secretario da Elite da Ásia, até achar um que tivesse ou um convite ou o telefone de quem o enviara. E nada, os convidados eram escolhidos a dedo e não havia como ele conseguir. Ao alisar o cabelo mais uma vez, o beta olha pro relógio. Já são 21:00. Como ele iria conseguir aquilo? Era quase impossível. Pela primeira vez na vida, ele sentia que sua vida dependesse disso. Era uma verdadeira agonia. O beta dá mais um gole no uísque amargo. Logo sairia do bar do hotel e contaria ao chefe que não havia tido sucesso. Um homem aparentando uns 50 anos se sentou ao lado de Pedro no bar e colocou dois envelopes pretos em sua frente. Um endereçado a ele, outro ao seu chefe. O beta pergunta: - O que e isso? O homem não fala nada, só faz sinal para ele ler. O beta, sem entender muito bem, pega o envelope endereçado a ele e lê: Caro senhor Pedro  Soube da sua caçada incansável pelo convite para minha pequena reunião. Fiquei muito envaidecido e surpreso pela sua determinação. Mas seu chefe já estava em minha lista. Meus convidados são únicos. E são tratados como tal. Como é um evento extremamente secreto, e seu chefe estava em reunião há 10 dias, o convite só pôde ser entregue agora. Algumas regras impostas a todos os nossos convidados: * Sem celulares, câmeras ou tablets * As negociações em nossa instalações são feitas somente com dinheiro vivo * Traje Black-tie, o uso da máscara é obrigatório * O tema é anos vinte, então o convidado deverá ter algo em seu traje que remete a tal época * Seguranças somente até a porta de entrada * Assistentes ou secretários deverão esperar em uma sala reservada * Armas e drogas não são permitidos * A quantia de 500 mil dólares deverá ser paga no momento da entrada * Deverá usar o mimo que mandei durante todo o evento Espero ansioso pela presença de seu chefe. Me disseram que ele e uma criatura realmente fascinante P.J Pedro  estava lívido. Ele olha pro senhor ao seu lado, que estende uma caixa. Ao abrir, um anel masculino em ouro branco cravejado em diamantes com as iniciais JK, entre elas um diamante um pouco maior que faria inveja a qualquer noiva prestes a se casar. E uma máscara em couro tingido de preto. - Obrigado, obrigado.... O senhor salvou a minha vida! O beta abraça o entregador, lhe dando uma gorjeta de 100 dólares. Pedro  sai correndo pelo bar, sobe o elevador. Ao chegar na suite presidencial, seu chefe já estava se vestindo. - Senhor, seu convite. - Eu sabia que iria conseguir - Brunoabriu um largo sorriso. - Na verdade, o senhor já estava na lista. Pedro  entrega o envelope preto ao chefe, que o abre ansioso. O papel preto com letras douradas escritas a mão dizia: Convido o excelentíssimo Senhor BrunoJungkook A se unir a um grupo íntimo de amigos para um jantar agradável em minha casa hoje às 22:00 horas. Mandei um pequeno mimo Foi feito com muito carinho P. J Ao abrir a caixa, Brunotira o anel e coloca em seu dedo anelar. - Como ele sabia meu tamanho? Coube perfeitamente -Brunoolha pro dedo e fica admirado. - Cobrando uma taxa de 500 mil dólares por convidado eu também teria esse cuidado - Pedro ri e recebe olhar crítico de seu chefe - Aqui as regras, senhor. O secretário estende o outro envelope endereçado a ele com as coordenadas. - Ok o cofre está aberto separe 10 milhões e coloque na maleta. - O que?! - O secretário diz assustado. - Melhor 50, não quero correr o risco de perder nada de que realmente goste. - Mas senhor isso e muito dinheiro. - Isso e apenas um detalhe. ************* Ao chegar ao endereço uma discreta fila de carros eram direcionados a suas vagas privativas na garagem. O número de suas placas eram cobertos e armas e celulares apreendidos. Seguranças não podiam seguir daquele ponto. Somente o convidado entraria na casa. A partir daquele ponto, todos estavam vestidos a caráter com roupas dos anos vinte. E a casa estava decorada como tal. No total eram cinco. Somente 5 Alfas do grande escalão asiático. Primeiros-ministros, príncipes, empresários e presidentes, esses eram os convidados. O local era magnificamente decorado, com requinte e bom gosto. Parecia uma cena de filme antigo. Com direito a carros da época espalhados pelo jardim. Cada convidado era aguardado por um ômega que carregavam suas iniciais no pescoço. Os ómega eram de acordo com as preferências sexuais de cada convidado. Fêmeas ou machos. Loiras, morenas, altas, baixas. Com s***s, sem s***s. Ali eles seriam mimados. Ali eles seriam levados à loucura. Bruno foi recebido por um ômega pequeno de cabelos loiros e pele morena, sorridente com covinhas à mostra. Vestia um roupão branco com um adereço na cabeça. - Boa noite, Amo - disse o ômega sorrindo e olhando pro chão - Hoje serei seu escravo - o menor fez uma reverência com o tronco - Peço que cuide de mim. Bruno o puxa pela coleira com o dedo bom e cheira o pescoço do omega. - Estou começando a gostar desse lugar. O menor riu timidamente. - Venha comigo por favor, lhe mostrarei o lugar. O ômega caminhou um pouco à frente, mostrando atentamente os ambientes ali montados. Modelos, atrizes e pessoas da indústria fonográfica circulavam com trajes antigos, transportando os convidados aos anos 20. Os ômegas mais belos das capas de revistas estavam ali. Bruno se sentia como uma criança em um parque de diversões, com tantos "brinquedos" ao alcance de seus dedos. - Todos estão à minha disposição? - Sim, senhor! Tudo o que o senhor quiser e desejar - Interessante, e o anfitrião da noite onde está? Ouvi dizer que sua beleza precede qualquer outra O ômega riu. - Se nos juntarmos em pouco tempo, hoje teremos um leilão especial. - E qual seria? - Dentre outras atrações, uma noite com o diamante da casa Park Augusto. - Uma noite com ele é tão importante assim? - Pergunta o secretário ganhando um olhar mortal de seu chefe. O ômega ri. - Pelo que eu soube o senhor teve um certo trabalho para conseguir um convite só pra respirar o mesmo ar que o chefe. Imagina o quanto é difícil uma noite com ele - O omega diz sério. - Calado, você é um poeta, Pedro. O secretário se calou novamente. Chegando na piscina, Bruno notou que, aos poucos, os outros convidados estavam sendo levados até lá. A vista era maravilhosa. - Bom, vou trazer sua bebida Amo, Senhor secretário, venha comigo. O ômega saiu, sendo seguido por Pedro . Bruno olhava em volta, observando os outros convidados todos mascarados. Olhando pra cima da piscina o chamaram atenção alguns tecidos longos da cor branca. Saíam de um cabo de aço. Entre eles, um anjo caído repousava, pendurado em uma argola. (Usei essa imagem só pra vocês terem noção da posição de Augusto) Bruno Não conseguia acreditar na beleza do ser humano, que mais parecia dormir tranquilamente que qualquer outra coisa. Aos poucos, outros convidados se deram conta do que estava pra acontecer. - Amo.... - Sim, respondeu o alfa, sem retirar os olhos do anjo. - Sua bebida. - Obrigado Assim que a música começa a tocar, Augusto começa a se mover no arco de forma sexy. Com gestos suaves e marcados, o Anjo passa do arco para o tecido acrobático. Deslizando pelos panos que cobriam as poucas partes escondidas de seu tronco. A cada pose diferente do Omega, Brunosentia que seu coração iria parar. Ele não conseguia acreditar na beleza do omega a sua frente. Augusto fazia de tudo pra deixar seus músculos à mostra. Às vezes, parava no ar e olhava diretamente nos olhos do alfa. Brunoestava totalmente hipnotizado Em uma quase queda livre, Augusto se deixa cair de uma altura de 10 metros, se prendendo ao tecido a centímetros da água da piscina. Subindo novamente numa velocidade notável. O ômega faz sua última pose ao fim da música e, quando ela acaba, se deixa cair de verdade na grande piscina. Dando um grande mergulho Bruno acorda de sua hipnose, faz menção de ir socorrer e é segurado pelo omega que o acompanhava. Uma plataforma se ergue de dentro da piscina com Augusto em cima fazendo sua pose final. Todos aplaudem. Augusto sai da piscina com ajuda de seus funcionários. - O que achou do show, Amo? - Você me disse que tudo o que eu quero, eu poderia ter. - Sim, amo. - Eu quero aquele omega. Não importa o preço.

editor-pick
Dreame-Editor's pick

bc

Golden Boy

read
1.2K
bc

Bad Luck

read
1K
bc

Apenas Amigos

read
6.5K
bc

FETISH WITH THE BOSS

read
3.0K
bc

A Marrenta e a Dona do Morro

read
30.4K
bc

Pacifier Boy

read
1K
bc

Meu Coração é Arco-Íris

read
1K

Scan code to download app

download_iosApp Store
google icon
Google Play
Facebook