bc

O Fazendeiro, Os Collins, Livro 1

book_age18+
40.1K
FOLLOW
254.7K
READ
heir/heiress
like
intro-logo
Blurb

Emma Hall é uma mulher de 28 anos, modelo de uma grande marca, ela foi até uma fazenda fazer algumas fotos com cavalos, no caminho de volta para casa ela foi pelo caminho errado e sofre um pequeno acidente com o seu carro, ela é resgatada por Dylan Collins, m*l sabia que aí começaria uma grande história de amor.

chap-preview
Free preview
Capitulo 1
Emma Meu nome é Emma tenho 28 anos, sou loira, de olhos azuis, cabelos longos e lisos, altura 1,70, corpo bem definido, trabalho como modelo a dez anos, nasci em uma cidadezinha de interior, quando completei os meus 18 anos sai em busca dos meus sonhos, deixando para trás os meus pais e meus irmãos. Hoje levo uma vida tranquila, moro sozinha em um apartamento em um bairro nobre, a minha profissão mantém todos os meus luxos e ainda consigo ajudar os meus pais e os meus irmãos. Não tenho namorado e não penso em me apaixonar tão cedo, estou vivendo um momento único na minha carreira dedico todo o meu tempo nas campanhas de moda, hoje às 15h tenho uma sessão de fotos em uma hípica, eu amo cavalos estou super animada. Levanto da minha cama. E vou até a cozinha preparar o meu café da manhã, assim que tomo o meu café, saio para correr por 1h, volto para casa tomo um banho demorado, ligo para a minha mãe para saber como estão as coisas. Emma_ Alô mãe. Mãe_ Oi minha filha. Emma_ Tudo bem com a senhora? Mãe_ Sim e com você minha filha? Conversamos por 43 minutos, ela me pôs a par de tudo e como o meu irmão mais novo está rebelde, o nome dele é Miller acabou de completar 18 anos, não quer saber de ajudar os meus pais, só que saber de mulheres e farras, eu creio que isso é somente uma fase e logo vai passar. Já são 11h, troco de roupa visto um short e um cropped na cor preta, calço uma sandália de salto também na cor preta, pego a minha bolsa e vou em direção ao restaurante que é em frente ao meu apartamento, recebo uma mensagem da minha chefe que me enviou a localização da hípica. Assim que termino o meu almoço, vou para a casa, como vou para uma fazenda resolvo trocar de roupa visto uma blusa branca um pouco larga, short jeans e uma jaqueta xadrez vermelha, calço uma bota cano baixo na cor marrom, faço uma maquiagem leve, estou pronta, desço até a garagem entro no meu carro, ligo o GPS e sigo as coordenadas, o caminho é cheio de curvas e de várias entradas, mas é só pegar a principal não tem erro, eu chego na fazenda a equipe já está toda lá, começamos os preparativos. Assim que termino a maquiagem começamos as primeiras fotos, troco de roupa pelo menos umas 10 vezes, o tempo não está colaborando resolvemos terminar as fotos. Mia_ Emma querida, iremos ficar na fazenda até amanhã. Emma_ Eu irei voltar. Mia_ Vai começar a chover, você não prefere ficar? Emma_ Eu tenho coisas para resolver, preciso ir embora. Mia_ Ok, vai com cuidado. Emma_ Está bem. Eu troco de roupa e vou embora está quase escurecendo e vai começar a chover. Ligo o GPS e sigo as suas coordenadas, começou a chover e a chuva está muito forte não consigo ver direito, o GPS não para de falar eu entrei na estrada errada, já anoiteceu e a chuva está muito forte não consigo ver nada, eu tento fazer o retorno para voltar para principal, quando derrepente o meu carro não sai do lugar, que ótimo estou atolada, pego o meu celular. Emma_ Que droga, não tem sinal nesse fim de mundo. Eu dou alguns socos no volante do carro, e bato a minha cabeça várias vezes me xingado por ser tão incompetente, assim que a chuva dá uma diminuída eu desço do carro e uso a lanterna do celular, meu carro está atolado em uma corredeira de água, as minhas botas estão todas sujas de lama. Eu dou um grito de ódio, xingo todos os palavrões que me vem a cabeça. Entro novamente no carro não tem nada que eu possa fazer a não ser esperar o dia amanhecer e tentar achar algum lugar que dê área, já são quase 0h a bateria do meu celular está com 30% estou morrendo de medo de ficar aqui sozinha. Vejo pelo retrovisor uma claridade vem vindo um carro, está chovendo um pouco eu desço do carro e aceno com a mão, desce um homem. ?_ Oi moça, está tudo bem? Emma_ Eu preciso de ajuda, o meu carro está atolado. ?_ Você não é daqui? Emma_ Não, estava tentando voltar para cidade e entrei no caminho errado. ?_ A cidade fica para o outro lado. Precisamos de um trator, mas com essa chuva é complicado que alguém venha até aqui. Ele olha o estado do meu carro. ?_ Eu moro em uma fazenda aqui próximo, você pode passar a noite lá e amanhã nós tiramos o seu carro. Emma_ Eu não quero incomodar. ?_ Não é incomodo moça, ficar aqui sozinha é perigoso. Ele não tem cara de ser um psicopata, e eu só tenho duas opções ir com ele ou ficar aqui sozinha, então eu aceito ir com ele, fechamos o meu carro e entro na caminhonete, estou morrendo de frio, estou toda ensopada e com os pés cheio de lama. ?_ Veste o meu casaco moça. Emma_ Obrigada, pode me chamar de Emma. ?_ Ok Emma, eu sou o Dylan. Ele me ajuda a vestir o casaco, tem um cheiro muito bom e está quentinho, chegamos na fazenda, agora que está iluminado consigo ver o homem que está me ajudando, ele aparenta ter uns 30 anos, é branco, cabelo preto, tem uma barba bem feita, seu corpo aparentemente bem musculoso, usa um chapéu, calça jeans com um sinto grande de cawboy, botas e a sua camisa está com alguns botões abertos consigo ver o seu peitoral. A casa é enorme, fico com receio de entrar e sujar a casa. Dylan_ Tudo bem Emma, venha comigo vou te mostrar o seu quarto. Eu o sigo até o final do corredor, ele abre a porta o quarto é enorme e muito bem decorado. Dylan_ Você pode tomar um banho, vou arrumar alguma roupa para você vestir. Emma_ Muito Obrigada. Tiro as minhas botas sujas e as coloco próxima a porta, vou até o banheiro. Emma_ Nossa que banheiro lindo. Tiro as minhas roupas, coloco em cima da pia, resolvo tomar um banho na banheira, entro e ligo a hidromassagem e coloco muito shampoo para ficar com bastante espuma, fecho os meus olhos e no meu pensamento só vem o peitoral do Dylan, imagino passando a mão em seu peitoral mordo o meu lábio. Dylan para na porta do banheiro e fica me olhando, quando eu abro os meus olhos, levo um susto. Emma_ Dylan o que faz aí? Dylan_ Ah eu... eu só vim trazer a toalha. Esta tudo bem ai? Emma_ Esta sim. Dylan_ Ok, vou deixar a toalha aqui. Ele coloca a toalha em cima da pia, me olha, estou morrendo de vergonha. Emma_ Muito Obrigada Dylan. Dylan_ Eu não achei uma roupa que poderia te servir então peguei uma camisa minha mesmo, está em cima da cama. Emma_ Ah sim, está ótimo. Dylan_ Quanto terminar venha até a cozinha, vou preparar alguma coisa para gente comer. Emma_ Ok. Ele olha para mim novamente e sai do banheiro, eu me afundo na banheira de vergonha. É a primeira vez que vejo o cara e já me imagino passando a mão em seu peitoral. Saio da banheira e me enrolo na toalha vou até o quarto, pego a camisa branca que o Dylan deixou para mim, a levo até o meu nariz, tem um cheiro tão bom, a visto e fico um pouco constrangida, não estou usando nenhuma langerie, vou descalço até a cozinha me encontro com Dylan que me olha dos pés a cabeça. Dylan_ Deu mais certo essa camisa em você do que em mim. Eu dou um sorriso sem graça, estou morrendo de vergonha, me encosto atrás do balcão, tentando me esconder. Dylan_ Então Emma o que você faz da vida? Emma_ Trabalho como modelo. Dylan_ E sua dieta como é? Emma_ Bagunçada, sou modelo de fotos não preciso ter um corpo magro. Dylan_ Que bom, eu fiz sanduíches. Emma_ Eu amo sanduíches. Dylan_ Que bom que eu acertei. Ele da uma piscadinha e coloca os sanduíches no balcão e passa por trás de mim, percebo que ele olha a minha b***a, eu fico mais uma vez constrangida, ele pega uma jarra de suco e despeja nos copos. Emma_ Sua mulher não vai achar r**m você ter me deixado ficar aqui? Dylan_ Eu não tenho mulher. Emma_ entendi. Assim que terminamos de comer, ele guarda o suco na geladeira, se aproxima de mim, sinto a sua respiração bem próxima do meu rosto ele se estica e pega os copos atrás de mim, por um momento achei que seria beijada, me tremi toda, ele coloca os copos na pia. Dylan_ Vamos dormir? Emma_ Vamos sim. Ele caminha ao meu lado até chegar na porta do meu quarto. Dylan_ O meu quarto é esse aqui de frente, qualquer coisa você pode me chamar. Emma_ Ok, muito Obrigada. Dylan_ Por nada. Emma_ boa noite Dylan. Dylan_ Boa noite Emma. Ele entra no seu quarto e eu entro no meu, me deito na cama e não tem um cobertor, procuro dentro do armário mas não acho nenhum. Emma_ O jeito é ir no quarto do Dylan. Vou até o quarto do Dylan e bato na porta, quando ele abre, está só enrolado na toalha o seu abdômen é bem definido eu fico vidrada no seu abdômen. Dylan_ Aconteceu alguma coisa Emma? Eu olho para o rosto dele. Emma_ Ah é que eu não consegui encontrar um cobertor. Dylan_ Vou te ajudar a procurar. Emma_ Assim? Ele olha para o seu corpo que está só de toalha. Dylan_ Algum problema? Emma_ Não, claro que não. Ele da uma risadinha e vai até o meu quarto abre as portas do armário, pega uma cadeira e sobe para alcançar o cobertor. Dylan_ Emma me ajuda aqui. Eu me aproximo e coloco a minha mão nos meus olhos, caso a toalha dele caía, ele me entrega o cobertor e desce da cadeira. Dylan_ Você estava com medo que a minha toalha caísse? Emma_ Sim, eu não quero ver as suas partes íntimas. Dylan_ Hum, mas você não se importa que eu vejo a sua? Emma_ O que? Dylan_ A blusa está desabotoada. Eu olho para a blusa que está aberta e os meus s***s estão de fora, rapidamente tento cobrir os meus s***s, ele sai do quarto sorrindo eu fecho a porta e me deito na cama. Emma_ Seu pervertido, amanhã irei embora daqui. Todas as minhas historias estão disponíveis somente pelo APP da DREAME por favor não comprem os PDF, uma vez que não esta autorizada as vendas. Tem gente vendendo os PDF desatualizados. Temos uma pagina no ** da família Collins oscollins_lohmirelle sigam lá

editor-pick
Dreame-Editor's pick

bc

INESPERADO AMOR DO CEO

read
54.1K
bc

O NOVO COMANDO HERDEIROS DO ALEMÃO ( MORRO)

read
15.2K
bc

Atração Perigosa

read
10.1K
bc

Atraída por eles.

read
67.5K
bc

Chega de silêncio

read
2.8K
bc

Querido TIO.

read
11.5K
bc

O plano falhou: O Retorno da Filha Abandonada

read
9.2K

Scan code to download app

download_iosApp Store
google icon
Google Play
Facebook